Tópicos

domingo, 20 de junho de 2010

1ºs COLOCADOS NO 2º CONCURSO DE POEMAS
PEQUENOS GRANDES POETAS





Mulher Multifaces

Marias , Zefinhas , Severinas ..
Fortes , dignas , guerreiras , multifaces , nordestinas..
Pés rachados , maltratados , calejados pelo chão
De sol a sol , divide o alimento no sertão .

Entre galhos secos , olha o céu , reza uma oração
Pede ao padim Padre Cicero : Coragem em louvação
Bendita Seja ! Você é um tronco de multiplicidade
Ser florido de cactos , húmus de brasilidade.

Não sabe vestir-se de rosas
Vai para à luta
Entre xique-xiques sem sombras.

No teu jardim não brota o compromisso
Um olhar de respeito mais preciso
Dos homens do "Poder" , só politicagem !


Ana Maria Marques



MILAGRE DE MULHER

Mágica
Milagre de gestar a vida
Empregar a força viva
No rebento, nascimento

Magia
Majestade em feitiçaria
A modelar a forma viva
No filho, seu brilho

Mãe
Maternidade, missão
A propagar o amor vivo
Na rotina, bailarina

Mulher
Maravilha da Criação
Entender o exemplo vivo
Na delicadeza, sua natureza

Anorkinda


Singular Mulher Plural

és lilith, ísis, afrodite
bailarina encantada
deusa de pedra
rosa sacrificada

bebes do teu veneno
e ardes sem te consumir

em teu silêncio
mora o saber
perdido no ontem
e nunca se fecham
as portas do sagrado

na luz ou no sonho
perfazes teu bordado
é teu o mistério
é tua a revelação

ora lagoa serena
ora ativo vulcão
és labirinto fecundo

as lágrimas do mundo
alimentam tuas raízes
rios que correm
fertilizando a terra
e levando as dores
ao mar profundo

a meio caminho
de teu melhor
ou de teu pior
não te pareces contigo
nem com mais ninguém

passeias tua nudez
com gestos de desdém

serás sempre uma pergunta
aguardando a melhor resposta

a ti pertencem por dádiva
tanto a treva como o lume
numa das mãos levas a bandeira
e na outra mão o perfume


Helenice Priedols

Mãe

Mulher de
Multifaces que evidencia em
Maio.
Mês que a torna
Mágica
Mor.
Macieira de fruto
Maior.
Maestrina da
Minha
Música.
Meu
Mascote por
Merecimento.
Magnificamente
Melhor.
Minha
Musa.
Maciez em
Mãos.
Magnífica, isenta de
Magoa.
Maravilhosa.
Madura.
Modesta.
Miss da passarela da
Minha vida
Madame de
Mim.
Madeira
Misto
Maciço para toda obra
Manancial de amor
Magnânima
Made in Deus para
Mim!

ღRaquel Ordonesღ

2 comentários:

Raquel Ordones disse...

emocionante!!!

obrigada Anorkinda, você é espetacular...

showwwwwww!!!!!


beijos e todo meu carinho!

SOS DIREITOS HUMANOS disse...

DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA

“As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
têm direito inalienável à Verdade, Memória,
História e Justiça!” Otoniel Ajala Dourado

O MASSACRE DELETADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA

No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi a CHACINA praticada pelo Exército e Polícia Militar em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato “JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA”, paraibano negro de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como “socialistas periculosos”.

O CRIME DE LESA HUMANIDADE

O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.

A AÇÃO CIVIL PÚBLICA PROPOSTA PELA SOS DIREITOS HUMANOS

Como o crime praticado pelo Exército e Polícia Militar do Ceará é de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é IMPRESCRITÍVEL conforme legislação brasileira e Acordos e Convenções internacionais, a SOS DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza – CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo: a) que seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) a exumação dos restos mortais, sua identificação através de DNA e enterro digno para as vítimas, c) liberação dos documentos sobre a chacina e sua inclusão na história oficial brasileira, d) indenização aos descendentes das vítimas e sobreviventes no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos

A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO

A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá em 16.09.2009, extinta sem julgamento do mérito, a pedido do MPF.

RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5

A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do SÍTIO CALDEIRÃO é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;

A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA

A SOS DIREITOS HUMANOS, como os familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo DESAPARECIMENTO FORÇADO de 1000 pessoas do SÍTIO CALDEIRÃO.

QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA

A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem localizar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes do “GEOPARK ARARIPE” mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?

A COMISSÃO DA VERDADE

A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e pede que o internauta divulgue a notícia em seu blog/site, bem como a envie para seus representantes no Legislativo, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal a localização da COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO.

Paz e Solidariedade,

Dr. Otoniel Ajala Dourado
OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
Presidente da SOS – DIREITOS HUMANOS
Editor-Chefe da Revista SOS DIREITOS HUMANOS
Membro da CDAA da OAB/CE
http://www.sosdireitoshumanos.org.br
sosdireitoshumanos@ig.com.br
http://twitter.com/REVISTASOSDH