Tópicos

segunda-feira, 8 de março de 2010





MULHER

Somos início, meio e fim
Somos leito, peito e abrigo
Somos coragem pro não e pro sim
Somos o dedo em riste e ombro amigo

Somos mulher, mulher, enfim
nem prêmio, nem castigo
o lado bom e o ruim
nem sorte, nem perigo

Somos da bomba, o estopim
sem joio, o bom trigo
mulher e mãe, somos assim
a origem de todo umbigo.

Amélia de Morais

....

Alinhar ao centroA BELEZA DA MUDANÇA

O tempo já desenha
Em meu rosto sua passagem
Divago na expressão destas linhas
Que formam minha paisagem

Já não tão bela
Mas ainda tão minha
E toda a minha história se revela
Por cada uma destas linhas.

Quem eu fui deixa sua marca na face
Mas ainda não sei quem sou
Mas sei que não me cabe
Querer retornar ao que passou

Passou... não volta mais
Mas há muito em meu por vir
E mesmo que a velhice me seja algoz
A face enrugada ainda pode sorrir.

Foi-se a firmeza dos seios
Perdeu-se a perfeição das curvas
E acaso não devo ter mais desejos?
Ou devo escondê-los nos vincos de minhas rugas?

Por acaso não serei eu
Quando a face estiver enrugada?
Não serei mais eu
Quando a visão estiver turvada?

Sou infinitamente muito mais
Do que os olhos podem ver
Não sou somente a carne
Que há de apodrecer

Ainda assim...
Sou a essência da luz
Que nunca deixei de ser.


Viviane Ramos

...

singular mulher plural


és lilith, ísis, afrodite
bailarina encantada
deusa de pedra
rosa sacrificada

bebes do teu veneno
e ardes sem te consumir

em teu silêncio
mora o eterno sagrado
na luz ou no sonho
perfazes teu bordado
é teu o mistério
é tua a revelação

ora lagoa serena
ora ativo vulcão
és labirinto fecundo

as lágrimas do mundo
alimentam tuas raízes
rios que correm
fertilizando a terra
e depositando as dores
no mar profundo

a meio caminho
de teu melhor
ou de teu pior
não te pareces contigo
nem com mais ninguém

passeias tua nudez
com gestos de desdém

serás sempre uma resposta
aguardando a melhor pergunta

a ti pertencem por dádiva
tanto a treva como o lume
numa das mãos levas a bandeira
e na outra mão o perfume

Helenice Priedols

...

Mulher


Mulher
O que você quer?
Estão mais garotas
do que nunca...
Se isso lhe convier.

Menina
Ser que fascina
Estão cada vez
mais mulheres,
Luz que ilumina

Garota
Coisa marota
Agem como
lhe convêm...
Que mal tem?

As vezes se passam por mulher.
As vezes se fingem menina.

Até inocente
Mas convencem
Quase carente

Na verdade
Na realidade
O que as diferem
E não as ferem
É a situação
Ajo assim, ou não
Na forma como agem
O que as define
É a ocasião...


ღRaquel Ordonesღ

...

Belas imperfeições

Vivo a pensar em mim,
Em todo o meu conjunto
Sem fugir do real assunto.

Penso no meu ser,
Na minha assimetria
Na minha constante alegria.

Penso em mim como um todo,
Na minha importância
Também minha ignorância.

Olho em mim por dentro,
O meu amor é sem fim...
Há um ressentimento enfim.

Percebo minha estatura,
Meu pensamento a viajar
E minha lágrima a rolar.

Me vejo todos os dias,
Minha ânsia e meu medo
Minha intranqüilidade e segredo

Penso!
Me analiso...
Reflito,
Vivo,
Não somente existo...

A minha imperfeição,
Receio e emoção;
Tudo o que tenho e sou
É parte do meu coração

Foi assim que Deus me fez,
Jamais me faria outra vez...
Aos olhos dos homens
Sou criatura imperfeita.
Aos olhos do meu senhor e criador,
A mulher mais perfeita.


ღRaquel Ordonesღ

...



(clique para ampliar)



(clique para ampliar)


PRAZER EM SER MULHER

Sinto enorme prazer em ser mulher
Em possuir essa lógica diferente
De na mesma hora ficar triste e contente
Em abrigar nas entranhas o poder
De germinar, de ser mãe de repente

Ser capaz de se ultrapassar
Quando ama protege ou odeia
Ser igual na cidade ou na aldeia

Saber, mas se enroscar em teia
Mentir e ao mesmo tempo chorar
Possuir a sensibilidade aguçada
De partir quando não se sente amada

Simulando que houve nada
Cai de cilada em cilada e se levanta
E do nada faz uma revoada
Mas não consegue ficar santa

Prazer em ser mulher plenamente
Ser todas e ao mesmo tempo uma diferente
Amar incondicional, terna ou apaixonadamente
Saber- se proprietária única da semente!

Marlene Caminhoto Nassa
...


MINHA MEDIDA


Retomei o meu domínio
Galgo os passos do meu dia
Hoje sou meu próprio abrigo
A lágrima não inunda minha vida

Determinada, sigo avante
Sem tornar ao ponto de partida
Mantenho a falsa paz constante
Sem me deixar estar combalida

Aprendi as regras do jogo sujo
Já não me importa a medida
Do sangue que é o custo
Para recriar-me, destemida

Recrio-me do sangue inocente, meu!
Retiro entranhas pela ferida
Mas a dor quem me causa, sou eu
E não mais tua mão erguida.


Viviane Ramos

...

Ser mulher

Não pedimos para ser, apenas somos
Não estudamos para amar, mas amamos
Não conhecemos os caminhos, mas seguimos
Não temos as direções, mas acertamos
Não sofremos por saber, só sabemos
Não provamos com antecedência, mas deglutimos
Não nos ensinam a ser mães, mas somos
Não nos disseram como perdoar, mas perdoamos
Não nos dizem como perder, e as vezes perdemos
Nem nos disseram como vencer, contudo vencemos
Alguém nos deve ter ensinado algumas coisas...
Como sentir a alma alheia...
Como ver o lado positivo das coisas aparentemente ruins
Como dar afeto ate a quem não sabe como amar
Como tocar os corações mais duros
E saber que dentro deles também há poesia
Como escutar as palavras ditas pelos olhos dos bebes
Como fazer sorrir, após uma lagrima
Como amar a beleza...como tocar uma rosa...
Como falar com beija flores...
Como conversar com a lua, e ser ouvida
Não sabemos como ser...
Mas somos...
Mulheres.

Márcia Poesia de Sá

...

MULHER


a cicatriz do sexo
a languidez do fluxo
a morbidez do fixo

a cupidez atada
a diretriz retida
a gravidez tolhida

o seu jazigo, vivo

e um desafio aceso

Aline de Mello Brandão


Um comentário:

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

Lindas poesias, amei todas.

Mulher! mulher! mulher!
És a mais bela rosa dos jardins
Toda prosa e verso onde vás

Mãe, dona de casa e trabalhadora
Sempre fazes bem este papel
Com alegria, amor e gratidão

Sonhas os sonhos mais lindos
Tens a força, a raça e a fé
Para lutar sempre por seu ideais

Ha! Mulher, és a magia da vida
És faceira, sempre alegria
Sonho de menina a mulher maravilhosa