Tópicos

domingo, 16 de maio de 2010



Do tópico SHOW DE SENSIBILIDADE... MÁRCIA DE SÁ!



Vaso de Barro

"O que não tenho e desejo
É que melhor me enriquece." (Manuel Bandeira)

Já tive um original ming
Partiu-se em mil pedaços
Não pude colar os cacos
E o coração naufragou

Já tive um maia bonito
Arte em desenhos, nele escritos
Mas o tempo a arte apagou

Hoje já não mais espero
Sou romântica, não nego
Mas queria um de barro
Que fosse simples, um acaso

Mas que nunca se perdesse...
Fosse de amor este vaso
Verdadeiro, me quisesse
E uma flor nele eu pudesse
Todo dia ver brotar...

Márcia Poesia de Sá


Além do mar

Entro em meus devaneios
Iço as velas dos desejos
Velejo em águas poéticas...

As horas passam como brisas
Meus olhos apenas te vêem
A cada espelho de ondas do mar

Ouço teu riso em gaivotas
Escrevo teu nome em grutas
E garrafas viajam, cartas de amor

Maremoto em meu coração
Velejo como um arpão
Direto e preciso ao teu peito

E além deste blue mar
Há um céu turquesa
Onde revoa meu destino

Aguardo tranqüila os dias
Onde na maresia
Verei-te chegar sorrindo

Adentrando de mansinho...
Poética e eternamente
Neste sonho tão bonito

Em forma de labirinto
Com água salgada de mar

Márcia Poesia de Sá


2 comentários:

Marcia Poesia disse...

é tão gostoso estar neste blog, que mais parece um veleiro repleto de amigos poetas a navegar num mar de poesias....amo...obrigada....

Anorkinda disse...

é que é isso mesmo, Mar... ;)

rsrsrs